Blog

Você sabe identificar uma crise de ansiedade?

A ansiedade é um dos transtornos que mais atingem os brasileiros atualmente. Voce sabe quando está tendo uma crise de ansiedade e o que fazer nessas situações?

João sentiu falta de ar, dor no peito, palpitação, dormência e foi para a urgência do hospital, mas ao chegar lá, a médica Marina não encontrou nenhuma origem razoável para esses sintomas. Marina encaminhou João para outros profissionais, além de pedir uma bateria de exames. Após essa investigação, nenhum médico encontrou um motivo físico para o mal estar de João. O “problema” não estava no corpo dele, mas, em sua mente.

Primeiro vou frisar, se você está com sintomas físicos é importante sim procurar ajuda médica. Não deixe sua saúde para depois! Mas se você já procurou, fez os exames necessários e não encontrou nenhum diagnóstico, você pode estar tendo crises de ansiedade.

Transtorno da Ansiedade: um mal do brasileiro

Ansiedade é uma reação normal e saudável do nosso corpo. Ela nos mantém em alerta em situações de perigo, por exemplo. O nosso corpo também pode experimentar a ansiedade em momentos de preocupação, como o primeiro dia em um novo emprego, a chegada de um recém-nascido ou a proximidade com o dia de pagamento das contas. Mas quando esse sentimento passa a atrapalhar o dia a dia e sua qualidade de vida, é hora de buscar ajuda.

Se você é uma dessas pessoas que está sofrendo com esse transtorno, não se preocupe pois você não está sozinho. Os brasileiros são os que mais sofrem com transtorno de ansiedade no mundo, segundo dados da OMS. 9,3% da população brasileira (quase 19 milhões de pessoas) foram diagnosticadas e com certeza existem outras que estão sofrendo com esse distúrbio e ainda não procuraram ajuda.

Como reconhecer uma crise?

Lembra do João? Enquanto ele tinha a crise de ansiedade, ele acreditou que estava tendo um infarto e que iria morrer. Essa não era a primeira vez que ele tinha sensações parecidas e já havia procurado a urgência em outras crises. Após procurar a ajuda de um psicólogo, juntos conseguiram identificar situações que funcionavam como gatilhos e a reconhecer os sintomas, para que João pudesse racionalizar e controlar outras crises. Abaixo vou contar alguns “sintomas” muito comuns em ataques de ansiedade

Coração disparado

Essa é uma das principais queixas de quem está sofrendo com uma crise de ansiedade. Com a pulsação acelerada, muitos pacientes experimentam uma dor no peito e acreditam estarem sofrendo um infarto. E por causa da taquicardia, podem sentir dor em outras partes do corpo, como no braço, por exemplo.

Sensação de falta de ar

Em uma crise de ansiedade o seu corpo se coloca em um estado de alerta e autopreservação. O batimento cardíaco acelerado leva uma maior oxigenação aos seus músculos, deixando o seu corpo preparado para a luta ou fuga. Com o excesso de oxigênio, seu corpo expele dióxido de carbono demais e você acaba hiperventilando, tendo uma respiração superficial, puxando ar mais rápido e com mais frequência do que realmente precisa. Respirando dessa maneira por alguns minutos, logo você vai sentir algum nível de tontura, o que contribui para o quadro de mal-estar.

Confusão mental

Com o aumento da tensão no seu corpo, a preocupação com seu estado de saúde ou mental, você pode ser invadido por uma avalanche de emoções, ficando mais difícil ter pensamentos coerentes e racionalizar o que está acontecendo no momento presente.

Enjoo

Durante uma crise de ansiedade o seu corpo libera mais adrenalina e cortisol, o que aumenta a produção do ácido do suco gástrico, causando irritação estomacal, dores, enjoo e em alguns casos, vômitos.

Medo extremo

Como já falei anteriormente, em uma crise de ansiedade, o seu corpo se mantém em um estado de vigilância e preocupação, como se precisasse estar atento para garantir a sua sobrevivência. Essa preocupação causa um medo extremo, que pode estar relacionado ao local em que você se encontra, a uma crença disfuncional ou a uma situação gatilho, que provavelmente iniciou ou intensificou a crise de ansiedade.  

Sentir que vai desmaiar

Com tantas sensações acontecendo ao mesmo tempo, incluindo a falta de ar e confusão mental, você pode acreditar que está perdendo o controle do próprio corpo, sentir fraqueza e sua visão ficar turva.

Acreditar que vai morrer

A avalanche de emoções, os sintomas físicos e a aparente falta de controle do seu próprio corpo podem causar a sensação de que você está na iminência de morrer a qualquer momento. No entanto, essa crença e o desespero que a segue, são comuns em uma crise de ansiedade e de verdade, nunca mataram ninguém.

Dissociação do presente

Quem sofre com crises de ansiedade poderá também sentir-se como se estivesse afastado da realidade, do seu próprio corpo ou do ambiente em que está no momento presente. É como se durante a crise você se observasse pelos olhos de outra pessoa ou não reconhecesse o local em que se encontra. Após episódios como esse muitas pessoas experimentam lapsos de memória.

Além dos sintomas que citei, outras pessoas relatam ter a sensação de garganta fechada, suor, formigamento, calafrios, diarreia, tensão muscular, irritabilidade, nervosismo e enxaqueca.

Tenho crise de ansiedade. O que fazer?

Em outro artigo, eu dei 3 dicas simples para ajudar você a lidar com a ansiedade, sendo elas: praticar um exercício físico, fazer alguma técnica de meditação (ou controlar a respiração) e ter uma rotina bem estabelecida.

Fora isso, é muito importante que você procure um profissional especializado, que irá ajudá-lo a identificar situações que podem ser um gatilho de novas crises, além de confrontar as crenças disfuncionais que nos levam a ter novos ataques.

Eu trabalho com a Terapia Comportamental Cognitiva, que é uma forma de analisar as suas experiências e ajudar a você a se libertar das crenças limitantes e comportamento distorcidos que comprometem a sua qualidade de vida. Juntos vamos elaborar estratégias para que você possa experimentar a vida de uma forma mais saudável e positiva.

Se identificou com o texto? Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Use os espaço dos comentários para enviar suas perguntas. As consultas podem ser realizadas de forma presencial ou online. Entre em contato pelo número (27) 99978-0990 (ligação ou WhatsApp) e agende um horário comigo.

Cuide-se bem!

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais notícias

Como lidar com a frustração? 1

Como lidar com a frustração?

Experimentar frustrações faz parte da vida, mas você sabe lidar com elas?

Como saber se estou tendo uma Crise Existencial? 2

Como saber se estou tendo uma Crise Existencial?

Você se sente perdido, paralisado e que nada mais tem sentido? Isso pode ser um sinal da crise existencial.

Como parar o ato de procrastinar? 3

Como parar o ato de procrastinar?

Não é uma tarefa fácil abandonar o ciclo vicioso, mas com estratégias inteligentes é possível

Nomofobia: o medo excessivo de ficar sem celular 4

Nomofobia: o medo excessivo de ficar sem celular

A dependência no uso do excessivo celular pode desencadear diversos transtornos psicológicos

Perfeccionismo: entenda como tentar ser perfeito o tempo todo afeta sua mente 5

Perfeccionismo: entenda como tentar ser perfeito o tempo todo afeta sua mente

Este traço de personalidade pode ter um lado bom e um lado ruim, de qual você está?

Como lidar com a ansiedade no trabalho 6

Como lidar com a ansiedade no trabalho

Crises de ansiedade no trabalho prejudicam sua vida e carreira profissional, entenda como lidar com essa problemática

Você sofre com o Complexo de Inferioridade? 7

Você sofre com o Complexo de Inferioridade?

Aprenda a enxergar seus pontos negativos, reconhecer suas qualidades e aptidões

7 dicas práticas para controlar o estresse do dia a dia? 8

7 dicas práticas para controlar o estresse do dia a dia?

Aprenda como lidar com o estresse diário de maneira prática e inteligente

Agendar atendimento
1
Precisa de ajuda?
Olá, tudo bem? 👋

Às vezes precisamos de ajuda com alguns dos nossos problemas! Eu posso te ajudar!