Blog

3 dicas simples para lidar com a ansiedade no seu dia a dia

A ansiedade é considerado o mal do século. Preparamos algumas dicas para que você possa dominá-la e ter mais qualidade de vida.
Menina ansiosa - Freepik images

A ansiedade é uma emoção normal a todas as pessoas e ela é uma resposta natural do seu corpo se preparando para enfrentar algo novo ou desafiador. No dia a dia, a ansiedade comumente aparece antes de tomar decisões importantes, falar em público, entrevistas de emprego, vésperas de provas, exames de saúde, entre outras situações. Porém em algumas pessoas, essa ansiedade se apresenta de forma excessiva gerando diversos prejuízos mentais e de saúde.

Crise de ansiedade

Quem sofre com crise de ansiedade, comumente sente uma preocupação excessiva e um medo desproporcional com situações simples, acarretando diversos sintomas físicos difíceis de serem controlados. Para ilustrar melhor alguns casos de crise de ansiedade, veja os 2 exemplos:

  • Ansiedade comum / preocupação: preocupações irão acontecer na sua rotina como a data de vencimento das contas a pagar, fazer uma apresentação em público, um processo de demissão, fim de um relacionamento, etc.;
  • Com crise de ansiedade: a pessoa se concentra em um fato e desse fato ela potencializa ao extremo todas as possibilidades. Vamos usar de exemplo o fim de um relacionamento: imagine você namorar pensando que a qualquer momento o parceiro um dia vai querer terminar do nada. Esse tipo de pensamento, extremado, é desgastante e pode desencadear vários sintomas físicos e mentais.

Sintomas mais comuns

É difícil enumerar a quantidade de sintomas que uma pessoa com crise de ansiedade pode ter, mas normalmente os sintomas mais comuns são:

  • Dificuldade de concentração
  • Sudorese
  • Medo constante
  • Sensação que algo ruim irá acontecer a qualquer momento
  • Tensão
  • Preocupação exagerada com o futuro
  • Alteração de sono
  • Pensamento constante sobre algo específico
  • Dor ou aperto no peito
  • Aumento das batidas do coração podendo levar a uma arritmia cardíaca
  • Dificuldade para respirar
  • Tensão muscular

Como controlar suas crises de ansiedade

Não existe uma fórmula mágica ou uma receita que vai acabar de uma vez com as crises de ansiedade. Agora imagine que a ansiedade é como se fosse uma onda no mar: nós não sabemos quando ela vem, a sua intensidade e altura. Porém, quando ela vem, nós podemos fazer uma escolha: ou tomamos um caldo, ou mergulhamos por debaixo da onda. Comparações a parte, vamos ao que interessa! Separei 3 dicas que podem te ajudar a aliviar os sintomas de suas crises de ansiedade. Vamos a elas:

1) Pratique atividade física

Separe um tempo do seu dia para realizar algum tipo de atividade física. Encontre uma atividade que você goste e tente praticá-la no mínimo por 30 minutos pelo  menos de 3 a 4 vezes por semana, de forma regular. Isso te ajudará a fortalecer o sistema imunológico, melhorar a disposição, regulação do sono e na liberação de endorfina e serotonina. A endorfina e serotonina são hormônios que contribuem para a diminuição da ansiedade. Sei que o início é o mais difícil, mas chame um amigo, assim a atividade fica mais prazerosa.

Pessoas Correndo
A corrida pode ser uma ótima alternativa de exercício físico. Foto: Matthew LeJune on Unsplash.

2) Exercícios de meditação ou técnicas de respiração

As pessoas quando estão numa crise de ansiedade, elas tem dificuldade de respirar corretamente. A respiração funciona como uma forma de você acalmar seu corpo e pensar com mais calma. Isso pode ser feito compassando a respiração e inspirando lentamente pelo nariz, com a boca fechada. Ao inspirar, deixar o abdômen expandir-se e depois expire lentamente, expelindo o ar pela boca. Um bom início é praticar essa respiração todos os dias por 5 minutos.

Mulher praticando yoga
Meditação ou yoga podem te ajudar como exercícios de relaxamento. Foto: Avrielle Suleiman on Unsplash.

3) Organize sua rotina

A ansiedade pode ser uma vilã quando nossas tarefas do dia a dia estão uma bagunça. Organizando sua rotina, você consegue visualizar e priorizar todas tarefas do dia a dia. Não fique ansioso se tiver alguma surpresa. Ela boa ser boa! Uma dica é sempre começar pelas tarefas mais simples e fáceis, assim você fica mais motivado para aquelas tarefas mais chatas e pesadas. Fique tranquilo! Tudo vai correr bem. Seja nos estudos, no trabalho ou em casa, organizar suas tarefas pode trazer um maior equilíbrio, reduzindo os efeitos da ansiedade.

post it
Seja com post-it ou apps de tarefas, manter a rotina organizada ajuda muito na redução da ansiedade. Foto: Kelly Sikkema on Unsplash.

Busque ajuda de um psicólogo

Se você não teve sucesso com nenhuma das 3 dicas acima, um psicólogo pode te ajudar no tratamento. Vale ressaltar que para o tratamento ter sucesso, o paciente precisa estar aberto a realização de mudanças. O psicólogo tem como objetivo entender os motivos que ocasionam esses episódios de ansiedade, ensinando técnicas, dando ferramentas, para que o paciente consiga lidar com a sua ansiedade proporcionando uma melhora sua qualidade de vida.

E ai! Vamos colocar em prática uma dessas dicas? Se ainda estiver em dificuldades com suas crises de ansiedade, entre em contato e agende um horário. 😉

Isso foi útil?
+1
0
+1
0
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais notícias

A meditação e seus benefícios 1

A meditação e seus benefícios

Sabia que além de acompanhamento psicológico, remédios e atividade física, a meditação também pode ajudar no tratamento da ansiedade.

Transtornos mentais causados pelo trabalho 2

Transtornos mentais causados pelo trabalho

Já ouviu a famosa frase: o trabalho dignifica o homem? Mas o que fazer quando ele se torna uma fonte de desenvolvimento e agravamento de doenças psicológicas?

Transtorno de Estresse Pós-Traumático – As dores do passado também têm solução 3

Transtorno de Estresse Pós-Traumático – As dores do passado também têm solução

Todo mundo conhece alguém que já passou por um evento traumático que gostaria de esquecer. Mas quando essas memórias negativas começam a atrapalhar sua vida no presente por muito tempo, é hora de investigar se você não desenvolveu estresse pós-traumático.

Os efeitos psicológicos da Cirurgia Ortognática 4

Os efeitos psicológicos da Cirurgia Ortognática

Você sabe a importância do acompanhamento psicológico na cirugia ortognática?

Teste: será que você tem hipocondria? 5

Teste: será que você tem hipocondria?

Quando você ouve falar de uma doença já fica preocupado, acreditando que pode estar sofrendo dela? Quando sente uma dor, faz várias buscas na internet, já imaginando ter a pior doença sugerida? Será que é hora de buscar ajuda.

Você conhece as principais abordagens da psicologia? 6

Você conhece as principais abordagens da psicologia?

Existe uma grande quantidade de abordagens disponíveis dentro da psicologia para cuidar da nossa saúde mental, descubra qual pode ser mais adequada pra você!

Apoio psicológico no pré-natal para gestantes e familiares 7

Apoio psicológico no pré-natal para gestantes e familiares

A gravidez é um período de muita felicidade, mas também vulnerabilidade física e emocional e ter um apoio psicológico é fundamental para aliviar o turbilhão de emoções vivenciado pela família.

As causas psicológicas da insônia 8

As causas psicológicas da insônia

Dormir tem sido um desafio na sua vida? Saiba as causas psicológicas da insônia e como um psicólogo pode ajudar você a se libertar desse problema.

Vamos conversar?
1
Precisa de ajuda?
Olá, tudo bem? 👋
Às vezes precisamos de uma mãozinha com alguns problemas. Um psicologo pode te ajudar em vários desses problemas. Agende seu primeiro atendimento!