Blog

Apoio psicológico no pré-natal para gestantes e familiares

A gravidez é um período de muita felicidade, mas também vulnerabilidade física e emocional e ter um apoio psicológico é fundamental para aliviar o turbilhão de emoções vivenciado pela família.

Alegria, surpresa, amor, medo. Esses são alguns dos sentimentos que um “positivo” escrito num teste de gravidez pode trazer à gestante e aos envolvidos. Após a confirmação, acontecem muitas mudanças na vida da grávida, desde alterações físicas, como emocionais e mentais.

O friozinho na barriga de se imaginar como será esse recém-nascido, escolher o nome, pensar no que é necessário para receber esse novo ser, são apenas algumas das ideias que passam na mente desta família que está prestes a receber esta criança.

Durante os 9 meses a gestante passará por muitas consultas e exames. Em alguns casos ela irá precisar de acompanhamento nutricional, talvez vá decidir participar de cursos sobre parto, amamentação e primeiros cuidados com o bebê. Todas essas novas informações podem trazer incertezas e ansiedade nesse momento tão especial, que já é marcado por muitos hormônios e mudanças de humor.

E todo esse estresse pode fazer mal não só a mãe, como também ao bebê em desenvolvimento. Isso porque o sistema imunológico da mulher pode ser alterado, elevando a pressão arterial e risco de infecções, que podem trazer complicações como pré-eclampsia e aumentar as chances de uma prematuridade ou nascimento com baixo peso.

Alguns casos podem ser considerados de risco e um acompanhamento psicológico se faz imprescindível, por exemplo:

  • Mulheres que tiveram dificuldades de engravidar ou abortos recorrentes
  • Histórico de depressão, ansiedade ou estresse
  • Gravidez de risco
  • Gestantes adolescentes
  • Gestantes e mães que estejam sozinhas (pai do bebê ausente)
  • Luto na gestação
  • Gravidez não-desejada ou não planejada
  • Mães com dificuldades em gerir as emoções

Em outros casos, um psicoterapeuta pode ajudar a gestante a lidar melhor com todas as novidades e o com o aumento de hormônios (que parece acompanhar o crescimento da barriga). E esse acompanhamento pode trazer benefícios não só para a mãe, como para o casal e o bebê esperado.

Vamos listar algumas situações em que uma terapia pode auxiliar:

Preparação familiar

Quem conviveu com bebês ao redor tem uma ideia de como é grande a responsabilidade que é cuidar de um. Mas para quem não teve essa experiência, hoje estão disponíveis muitos cursos que preparam a família para essa chegada, ensinando como dar banho, trocar fralda, cuidados com a higiene e alimentação.

Ao mesmo tempo em que esses cursos preparam esses novos pais, podem também fazer eles se questionarem, como: “estou preparado para isso?”, “vou ser boa mãe / bom pai?”, “vou saber identificar o motivo do choro e ajudar a aliviar os gases e cólicas?”. Sem dúvidas há muitos motivos para se questionar, já que cada criança é única. Mas não há um manual de como ser pais perfeitos.

Neste caso, um psicólogo pode apresentar novas perspectivas para a família e ajuda-los a lidar com a ansiedade e o medo que essas novidades podem trazer.

Medo do parto e com o desenvolvimento do bebê

Como já falamos, durante a gravidez a gestante passa por várias consultas e exames de imagem e sangue para acompanhar o crescimento de seu filho. O alívio de ouvir notícias positivas após uma consulta é maravilhoso, mas, se você conhece alguma grávida que fica apreensiva mesmo nesta situação e talvez até incapacitada de curtir a gestação, esperando o próximo ultrassom, um psicólogo pode ajuda-la a lidar com essas emoções.

E depois da confirmação de que tudo vai bem e que a chegada está próxima, pode ser que o medo com o parto chegue para esta gestante. Medo de não conseguir ou com o julgamento pela sua escolha de parto, ansiedade com a data se aproximando… Um psicoterapeuta além de auxiliar a esta futura mamãe, pode também ajudar o acompanhante, preparando-o para ser um apoio emocional num momento tão delicado e único.

Identidade do casal

Sem dúvidas a chegada de um novo ser é um momento muito intenso. A queda de hormônio no pós-parto tem muitos efeitos nessa nova mãe. A privação de sono muitas vezes afeta o casal. No meio dessas novidades, eles tentam entender seus novos papeis, como mãe e pai de um bebê.

O acompanhamento psicológico além de prepara-los para esta nova jornada, pode ajudar a esses novos pais a encontrar um equilíbrio, a entender que junto a esses novos papeis, coexiste a mulher e o homem de antes, para que a relação afetiva não seja negligenciada.

Depressão pós-parto

O psicoterapeuta pode ainda auxiliar na comunicação desta nova família, trazendo leveza e a compreensão necessária para que os pais possam lidar com o turbilhão de emoções que normalmente chegam após o nascimento do bebê: além do amor e felicidade, vem o medo, a preocupação, ansiedade, o estresse e até a depressão. Por isso, o ideal é que o casal tenha acompanhamento psicológico no pré-natal e no pós parto. 

A maternidade ainda é muito romantizada nos filmes, novelas e na literatura. Vemos ainda muitas gravidezes simples, partos rápidos. E por mais que a gestação seja sim um processo natural, ao perceber que precisa de ajuda para lidar com tantas mudanças, a gestante e sua família podem enfrentar algum estigma.   

Mas como falamos, um psicólogo pode auxiliar nesse momento. É nosso papel te ajudar a compreender os desconfortos e mudança que podem vir com a gravidez, até encontrar o equilíbrio tão necessário. A gestante precisa sentir segurança emocional para ter um pré-natal saudável e viver essa experiência de forma mais plena possível.

Conhece alguém que pode ser beneficiar de com um acompanhamento especializado ou está grávida e se identificou com o texto? Eu posso ajudar. Podemos fazer uma teleconsulta (vídeo chamada), ou podemos agendar um atendimento presencial.

Cuide bem de você! =D

Isso foi útil?
+1
0
+1
0
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais notícias

A meditação e seus benefícios 1

A meditação e seus benefícios

Sabia que além de acompanhamento psicológico, remédios e atividade física, a meditação também pode ajudar no tratamento da ansiedade.

Transtornos mentais causados pelo trabalho 2

Transtornos mentais causados pelo trabalho

Já ouviu a famosa frase: o trabalho dignifica o homem? Mas o que fazer quando ele se torna uma fonte de desenvolvimento e agravamento de doenças psicológicas?

Transtorno de Estresse Pós-Traumático – As dores do passado também têm solução 3

Transtorno de Estresse Pós-Traumático – As dores do passado também têm solução

Todo mundo conhece alguém que já passou por um evento traumático que gostaria de esquecer. Mas quando essas memórias negativas começam a atrapalhar sua vida no presente por muito tempo, é hora de investigar se você não desenvolveu estresse pós-traumático.

Os efeitos psicológicos da Cirurgia Ortognática 4

Os efeitos psicológicos da Cirurgia Ortognática

Você sabe a importância do acompanhamento psicológico na cirugia ortognática?

Teste: será que você tem hipocondria? 5

Teste: será que você tem hipocondria?

Quando você ouve falar de uma doença já fica preocupado, acreditando que pode estar sofrendo dela? Quando sente uma dor, faz várias buscas na internet, já imaginando ter a pior doença sugerida? Será que é hora de buscar ajuda.

Você conhece as principais abordagens da psicologia? 6

Você conhece as principais abordagens da psicologia?

Existe uma grande quantidade de abordagens disponíveis dentro da psicologia para cuidar da nossa saúde mental, descubra qual pode ser mais adequada pra você!

As causas psicológicas da insônia 7

As causas psicológicas da insônia

Dormir tem sido um desafio na sua vida? Saiba as causas psicológicas da insônia e como um psicólogo pode ajudar você a se libertar desse problema.

Depressão pós parto psicologa karla cardozo

Baby Blues ou Depressão Pós-Parto?

Depois da chegada de um bebê em uma família existe muita comemoração, porém, também é possível acontecer o chamado Baby Blues ou depressão pós-parto, você sabe a diferença?

Vamos conversar?
1
Precisa de ajuda?
Olá, tudo bem? 👋
Às vezes precisamos de uma mãozinha com alguns problemas. Um psicologo pode te ajudar em vários desses problemas. Agende seu primeiro atendimento!