Blog

Teste: Você é um Dependente Emocional?

Você sente que só pode ser feliz se estiver em um relacionamento? Que não conseguiria viver sem o seu parceiro? Já foi chamado (a) de carente? Se você respondeu sim para alguma dessas perguntas ou conhece alguém que se encaixa nesse perfil, responda o teste!

A dependência emocional é um transtorno psicológico muito comum, que afeta não só o dependente, como também as pessoas que têm com ele um vínculo afetivo. Normalmente, esse transtorno é mais frequente em relações amorosas, mas também pode ser presenciado em relações familiares e de amizade.

O dependente emocional acredita que precisa de outra pessoa para viver plenamente e ser feliz. Sua vida muitas vezes se baseia em sacrificar sua própria individualidade para manter o relacionamento. Você vai entender um pouco mais sobre a dependência emocional no artigo que fizemos.

Somos um povo carente.

No Brasil, uma parcela significativa da população sente falta de afeto. Uma pesquisa encomendada pela Johnson & Johnson ao Ibope, revelou que 28% da população brasileira afirmam nunca ter recebido carinho na vida e que 21% dos entrevistados disseram não ter manifestado carinho a outras pessoas.

Dos 2 mil entrevistados, 62% expressaram que o afeto é importante em suas vidas. As mulheres aparecem como as mais carinhosas (69%), já a parcela masculina aparece como a que mais sente falta de carinho.

Mas por que sentimos tanta falta de afeto?

Nós temos a tendência a reproduzir como adultos o que aprendemos na infância.  Então, a forma com que recebemos carinho naquela fase da vida impacta diretamente em como nos relacionamos como adultos.

Em geral, se tornam adultos carentes aquelas crianças que não receberam a atenção e carinho necessários para desenvolver autoestima e acreditar em sua própria autonomia, buscando cobrir essa ausência de afeto em outros relacionamentos, o que leva à dependência. Mas essa dependência também pode estar relacionada a outros fatores, como abandono físico ou emocional, rejeição e bullying.

Como Reconhecer a Dependência Emocional?

Se você está com dúvidas se é amor ou dependência emocional, fizemos uma lista com algumas características comuns aos os que sofrem com a dependência, que pode ajudar você a reconhecer indícios do transtorno. Esses pontos de atenção são:

  • Ciúme em excesso
  • Necessidade de agradar a todo custo
  • Medo da solidão
  • Não ter planos próprios
  • Sentimento de inferioridade
  • Necessidade de ter atenção constante

Se ainda estiver em dúvida, aproveite e realize o nosso teste abaixo. Ele não substitui uma avaliação profissional, então procure ajuda de um psicoterapeuta caso você tenha se identificado com alguns dos sintomas.

Vamos ao teste?

Abaixo temos uma lista de perguntas ou situações hipotéticas. Caso se identifique com alguma delas, marque um ponto. Ao final do teste, daremos o resultado de acordo com a sua pontuação.

1 – Você não sente que é capaz de aproveitar bons momentos quando está sozinha (o)?

2 – Acredita que sua felicidade depende exclusivamente de continuar no seu relacionamento e acha que não pode suportar um término?

3 – Você sente que sua vida não tem sentido sem o(a) seu (sua) companheiro(a)?

4 – Quando seu (sua) parceiro (a) está longe, inclusive no trabalho, você sente a necessidade de ligar várias vezes para saber onde está e com quem está?

5 – Se afastou de amigos e familiares desde que começou o relacionamento?

6 – Sente medo excessivo de rejeição e abandono?

7 – Precisa de demonstrações constantes de afeto?

8 – Você sente a necessidade de consultar o seu parceiro em todas ou quase todas as decisões que precisa tomar no dia a dia?

9 – Tem dificuldades de colocar limites no relacionamento?

10 – Não consegue ou sente medo de demonstrar quando o seu (sua) parceiro (a) faz algo que magoa?

11 – Você está constantemente preocupado (a) com o futuro da relação?

12 – Você tem dificuldade de aceitar os seus erros e falhas?

13 – Perdoaria uma traição para não ter que acabar com o relacionamento? 

14 – Sente que sua vida “gira em torno” de fazer o (a) seu (sua) parceiro (a) feliz?

15 – Quando o (a) seu (sua) companheiro (a) não está dando atenção, você fica preocupado (a) ou chega a pensar que ele (ela) não te ama mais?

16 – Você acredita que a opinião do seu (sua) parceiro (a) é mais importante que a sua?

17 – O tempo que está com seu (sua) parceiro (a) nunca é o suficiente?

18 – Você deixa de tomar decisões por medo de desagradar amigos, parentes ou o (a) parceiro (a)?

19 – Você sente que gosta de você mesmo(a) menos do que deveria?

20 – Sente-se constantemente injustiçado?

21 – Já sacrificou coisas importantes para manter o (a) seu (sua) parceiro (a) feliz?

Resultado

Para cada resposta afirmativa, você marcou um ponto. Agora é hora de somar a pontuação e entender o seu resultado.

De 0 a 5 pontos

Você não é dependente emocional. Demonstra ter bastante segurança de si, consegue se priorizar e parece ter uma boa harmonia em todas as suas relações. Mas se você sentir que não consegue estabelecer vínculos profundos, talvez seja hora de procurar ajuda para encontrar o equilíbrio necessário e construir relacionamentos fortes, saudáveis e duradouros.

De 6 a 10 pontos

Com alguma frequência, você parece sentir falta de afeto em seus relacionamentos. Se continuar a buscar equilíbrio, autocuidado e exercitar o ato de negociação, entendendo que é importante colocar sua saúde física, mental e emocional como prioridade, a carência provavelmente não irá escalar para dependência emocional. Mas é importante contar com a ajuda de um psicoterapeuta para guiar você nesse caminho e estabelecer relações cada vez mais saudáveis.

Acima de 10 pontos

Para ter um relacionamento saudável é importante que você e seu (sua) parceiro (a) se cuidem, tenham objetivos conjuntos, mas também individuais e que consigam expressar suas opiniões sem medo. Você parece estar colocando a felicidade e o bem estar do (a) seu (sua) parceiro (a) em prioridade e deixando os seus interesses em segundo plano. Não esqueça que sua felicidade também importa! Para ter uma relação forte e salutar é fundamental que você também tenha sua individualidade e autonomia estabelecidas. Chegou a hora de se cuidar e procurar acompanhamento profissional.

Eu posso ajudar!

Como eu disse anteriormente, o teste não substitui uma avaliação profissional. Ele é mais um guia para ajudar você a reconhecer as características da dependência emocional e perceber se é o momento de ter o acompanhamento de um psicoterapeuta.

Mas se você já se identificou com o texto ou conhece alguém que precisa redescobrir o amor próprio e elevar sua autoestima, entre em contato comigo! Sou psicóloga e trabalho ajudando pessoas a se desenvolver cada vez mais. É possível interromper o ciclo da codependência e ter relacionamentos salutares. E lembre-se, a dependência emocional não é apenas amorosa, ela pode ser observada em relações familiares ou de amizade.

As consultas são agendadas e podem ser realizadas de forma presencial ou online. Entre em contato pelo número (27) 99978-0990 ou pelo WhatsApp.

E se ficou com alguma dúvida sobre o assunto, utilize os espaços dos comentários para enviá-las. Se você acha que esse conteúdo pode ajudar outras pessoas, compartilhe nas suas redes sociais ou grupos de WhatsApp.

Cuide bem de você! =D

Isso foi útil?
+1
1
+1
0
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais notícias

Aprenda dizer NÃO! Dicas para você mudar e se priorizar 1

Aprenda dizer NÃO! Dicas para você mudar e se priorizar

Sente necessidade constante de agradar outras pessoas, mesmo que você não se sinta feliz com essa decisão? Você pode sofrer de síndrome de boazinha.

O impacto das redes sociais na autoestima 2

O impacto das redes sociais na autoestima

As redes sociais podem unir pessoas de diferentes lugares do mundo, criando comunidades e enriquecendo a experiência de vida de todos. Mas nem tudo que vem das redes sociais é necessariamente algo positivo para você.

O que faz um psicólogo e como ele pode me ajudar? 3

O que faz um psicólogo e como ele pode me ajudar?

Psicólogo é só para quem está com problemas psicológicos? Psicólogo receita remédio? Acabe com os mitos, entenda melhor o trabalho do psicologo e veja como a psicologia pode ajudar sua vida.

Você sabe identificar uma crise de ansiedade? 4

Você sabe identificar uma crise de ansiedade?

A ansiedade é um dos transtornos que mais atingem os brasileiros atualmente. Voce sabe quando está tendo uma crise de ansiedade e o que fazer nessas situações?

7 dicas infalíveis para se dar bem com sua rotina 5

7 dicas infalíveis para se dar bem com sua rotina

Você tem dificuldade em manter uma rotina saudável? Vou te ajudar a encontrar o equilíbrio necessário para ter uma vida com bons hábitos.

A meditação e seus benefícios 6

A meditação e seus benefícios

Sabia que além de acompanhamento psicológico, remédios e atividade física, a meditação também pode ajudar no tratamento da ansiedade.

Transtornos mentais causados pelo trabalho 7

Transtornos mentais causados pelo trabalho

Já ouviu a famosa frase: o trabalho dignifica o homem? Mas o que fazer quando ele se torna uma fonte de desenvolvimento e agravamento de doenças psicológicas?

Transtorno de Estresse Pós-Traumático – As dores do passado também têm solução 8

Transtorno de Estresse Pós-Traumático – As dores do passado também têm solução

Todo mundo conhece alguém que já passou por um evento traumático que gostaria de esquecer. Mas quando essas memórias negativas começam a atrapalhar sua vida no presente por muito tempo, é hora de investigar se você não desenvolveu estresse pós-traumático.

Vamos conversar?
1
Precisa de ajuda?
Olá, tudo bem? 👋
Às vezes precisamos de uma mãozinha com alguns problemas. Um psicologo pode te ajudar em vários desses problemas. Agende seu primeiro atendimento!