Blog

A meditação e seus benefícios

Sabia que além de acompanhamento psicológico, remédios e atividade física, a meditação também pode ajudar no tratamento da ansiedade.

Confusão mental, tontura, agitação, respiração acelerada e consequentemente falta de ar são alguns sintomas físicos da ansiedade. Você já se sentiu assim? Não soube como agir no momento? Vamos te ajudar com uma ação simples: pare alguns minutos e preste atenção na sua respiração, perceba o ar que entra e sai das suas narinas.

Só de você estar focado no ato de respirar, já deve se sentir mais calmo e tranquilo e isso se dá por vários motivos. Vamos entender alguns deles:

  1. Você está oxigenando melhor o cérebro. A respiração acelerada causada pela ansiedade aumenta a sensação de falta de ar, tontura e confusão mental e ao respirar com mais calma, aos poucos você reverte este efeito.
  2. Você é direcionado ao presente. Começa a observar melhor o aqui e o agora, já que precisa estar focado em uma única ação.
  3. Com a prática regular, você se torna mais consciente das suas sensações corporais e de suas emoções.

Além desses benefícios imediatos, a meditação também melhora a função imunológica, reduz o stress, melhora dores crônicas, é uma excelente aliada do sono, controla a pressão arterial, diminui a frequência cardíaca e melhora a depressão.

E se você está achando que são benefícios “demais”, uma pesquisa realizada por cientistas da Universidade de Wisconsin (EUA), descobriu que a pessoa mais feliz do mundo é um praticante de meditação, o monge budista Matthieu Ricard, de 70 anos. Esses pesquisadores perceberam que Ricard produz um alto nível de ondas cerebrais gama, que estão diretamente ligadas à capacidade de atenção, aprendizado, consciência e memória.

Matthieu deu alguns conselhos para aqueles que buscam a felicidade:

Seja Paciente consigo mesmo. Não queira ter a felicidade hoje e agora, já que é preciso tempo para cultivar comportamentos responsáveis por trazer uma sensação de bem-estar.

Você pode treinar a sua mente, já que tudo o que você aprende vai mudar o seu cérebro. Com paciência, toda habilidade pode ser assimilada, inclusive treinar sua concentração. Esse aprendizado traz consequências, fazendo você e seu cérebro mudarem.  

Faça sua prática aos poucos e frequentemente. Você tem ou já teve um bichinho de estimação? Se você alimentar ele uma vez ao mês, ele certamente não vai sobreviver, mas, se você colocar um pouco do alimento diariamente, o necessário para aquele dia, ele vai se desenvolver. Sua mente funciona de forma parecida, ela precisa ser exercitada (ou alimentada) todos os dias. Então, se você não dispõe de muito tempo, é melhor praticar alguns minutos regularmente do que 40 minutos apenas uma vez.

Pense na meditação como um exercício físico. Você não acorda um dia e decide que vai começar a correr 30 minutos. Aliás, você pode até decidir fazer isso, mas, as chances de executar esse plano de forma saudável e conseguir fazer com frequência, são pequenas. Isso por que seu corpo precisa de preparar, começar por pequenos passos. A meditação também pode começar devagarinho, por isso, vamos te ajudar com uma modalidade curta.

Meditação em 1 minuto

Se você é uma pessoa que acredita que a meditação não vai ser eficaz, que você não tem tempo ou não consegue ficar parado e se concentrar, saiba que a prática não precisa de muito. Em 1 minuto você pode meditar, mesmo em seu local de trabalho, ainda que esteja estressado, com raiva ou ansioso.

Vamos ao passo a passo:

  1. Avise às pessoas ao redor que você não vai estar disponível por um momento.
  2. Sente-se confortavelmente. Não precisa das famosas almofadas de meditação, basta está com os pés bem apoiados.
  3. Sente reto, mas não rígido. Tente pensar que sua mente está livre do peso, para poder estar mais confortável.
  4. Apoie suas mãos confortavelmente, de forma equilibrada e simétrica. Pode juntar as mãos, apoiar nas suas pernas ou em uma mesa.
  5. Durante este minuto, preste atenção à sua respiração.

E pode ser que você se distraia durante esse minuto. Não pense que isso é uma falha ou que você não consegue meditar, pois mesmo a meditação em um minuto requer prática. Basta que, ao perceber que está distraído, traga sua mente de volta para a respiração. Você pode ainda ter um mantra (de forma simples, um mantra seria a repetição de uma sílaba, palavra ou frase) e usa-lo sempre que perceber que dispersou sua atenção e precisa voltar para o presente. Neste caso,voltar a observar sua respiração.

Esse meditação rápida é ideal para trazer calma numa rotina agitada, seja no  trabalho, em casa ou no trabalho em casa. Uma das vantagens (que já citamos) da meditação é trazer o praticante para o agora. Com a mente mais tranquila, você consegue organizar suas “tarefas” e executa-las de forma mais leve.

Vamos voltar para o exemplo do exercício físico, de alguém que decidiu correr por 30 minutos. Se essa pessoa decide começar devagarinho, caminhar por um período, correr em outro e manter esse ritmo, aos poucos ela vai ganhando condicionamento físico para aumentar o tempo de corrida até atingir o objetivo dela, os 30 minutos. Se você começou com a meditação curta, ao persistir e se acostumar com a prática, aos poucos você pode ir aumentando o tempo, até atingir 30 minutos, 45, 1 hora (se esse for o seu objetivo) e assim sentir cada vez mais os benefícios dessa prática. 

E como um psicólogo pode ajudar?

Como já falei anteriormente no artigo “acompanhamento psicológico é só para quem tem transtornos?” o trabalho do psicólogo vai muito além de tratar distúrbios mentais. Nós podemos te ajudar de diversas formas, desde na prevenção de doenças psicológicas, como abandonar hábitos prejudiciais, controlar o estresse e ansiedade e em alcançar novas metas.

Você deseja uma rotina mais saudável, se sentir menos impactado pelos problemas diários e começar a prática de meditação? Eu posso te ajudar! Além de indicar técnicas de respiração, o acompanhamento especializado pode ser o que está faltando para você conseguir a concentração, a tranquilidade e o incentivo necessários para dar início a esses novos hábitos.

Entre em contato pelo número (27) 99978-0990 ou pelo WhatsApp. Podemos marcar uma consulta presencial ou online. E para tirar dúvida sobre esse e outros assuntos, sinta-se à vontade para usar o espaço de comentários!

Cuide bem de você! =D

Isso foi útil?
+1
0
+1
0
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais notícias

Transtornos mentais causados pelo trabalho 1

Transtornos mentais causados pelo trabalho

Já ouviu a famosa frase: o trabalho dignifica o homem? Mas o que fazer quando ele se torna uma fonte de desenvolvimento e agravamento de doenças psicológicas?

Transtorno de Estresse Pós-Traumático – As dores do passado também têm solução 2

Transtorno de Estresse Pós-Traumático – As dores do passado também têm solução

Todo mundo conhece alguém que já passou por um evento traumático que gostaria de esquecer. Mas quando essas memórias negativas começam a atrapalhar sua vida no presente por muito tempo, é hora de investigar se você não desenvolveu estresse pós-traumático.

Os efeitos psicológicos da Cirurgia Ortognática 3

Os efeitos psicológicos da Cirurgia Ortognática

Você sabe a importância do acompanhamento psicológico na cirugia ortognática?

Teste: será que você tem hipocondria? 4

Teste: será que você tem hipocondria?

Quando você ouve falar de uma doença já fica preocupado, acreditando que pode estar sofrendo dela? Quando sente uma dor, faz várias buscas na internet, já imaginando ter a pior doença sugerida? Será que é hora de buscar ajuda.

Você conhece as principais abordagens da psicologia? 5

Você conhece as principais abordagens da psicologia?

Existe uma grande quantidade de abordagens disponíveis dentro da psicologia para cuidar da nossa saúde mental, descubra qual pode ser mais adequada pra você!

Apoio psicológico no pré-natal para gestantes e familiares 6

Apoio psicológico no pré-natal para gestantes e familiares

A gravidez é um período de muita felicidade, mas também vulnerabilidade física e emocional e ter um apoio psicológico é fundamental para aliviar o turbilhão de emoções vivenciado pela família.

As causas psicológicas da insônia 7

As causas psicológicas da insônia

Dormir tem sido um desafio na sua vida? Saiba as causas psicológicas da insônia e como um psicólogo pode ajudar você a se libertar desse problema.

Depressão pós parto psicologa karla cardozo

Baby Blues ou Depressão Pós-Parto?

Depois da chegada de um bebê em uma família existe muita comemoração, porém, também é possível acontecer o chamado Baby Blues ou depressão pós-parto, você sabe a diferença?

Vamos conversar?
1
Precisa de ajuda?
Olá, tudo bem? 👋
Às vezes precisamos de uma mãozinha com alguns problemas. Um psicologo pode te ajudar em vários desses problemas. Agende seu primeiro atendimento!